Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Tecnologia da Fórmula 1 será utilizada em assentos da aviação comercial
Início do conteúdo da página

Tecnologia da Fórmula 1 será utilizada em assentos da aviação comercial

  • Publicado: Quinta, 03 de Outubro de 2019, 14h24
  • Última atualização em Quinta, 03 de Outubro de 2019, 14h24

British Airways se une com a escuderia Williams para desenvolver assentos da classe executiva e da econômica premium até 4 kg mais leves. O objetivo é obter um assento mais leve, que permitirá reduzir o peso total da aeronave e consequentemente o custo operacional de cada voo.

Segundo a companhia, uma eventual redução de 4kg em todos os assentos da classe executiva do Airbus A350 permitirá diminuir anualmente em US$ 16.300 o gasto com combustível e 78.500 kg as emissões de CO₂, que multiplicado em uma frota com dezenas de aeronaves implica em uma considerável redução de custos financeiros e ambientais.

O projeto de pesquisa será conduzido por um consórcio formado pela empresa aérea britânica, a Williams Advanced Engineering – divisão de engenharia avançada da equipe de Fórmula 1, a JPA Design e SWS Certification, com apoio da Airbus e financiamento do Aerospace Technology Institute (ATI). O programa terá uma duração total de até 18 meses e um custo estimado de £ 1,4 milhões (R$ 7,5 milhões).

O consórcio prevê ingressar no mercado de interior de aeronaves, avaliado em mais de US$ 14,6 bilhões globalmente. Inicialmente o projeto se concentrará nos assentos da classe executiva, que além de estruturalmente mais pesados, possuem a tendência de atrair maiores investimentos em inovação e maior interesse do mercado. Leia mais

registrado em:
Fim do conteúdo da página