Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Acidente com Boeing 737NG obriga que parte do motor seja reprojetado
Início do conteúdo da página

Acidente com Boeing 737NG obriga que parte do motor seja reprojetado

  • Publicado: Sexta, 22 de Novembro de 2019, 13h30
  • Última atualização em Sexta, 22 de Novembro de 2019, 13h30

A Boeing deverá trabalhar no redesenho de peças dos motores do Boeing 737NG (Next Generation) após receber as recomendações do NTSB, o conselho nacional de segurança dos transportes dos Estados Unidos.

 A recomendação ocorreu após a investigação do acidente com o voo 1380 da Southwest, em abril de 2018, quando a quebra de uma das lâminas do fan do motor gerou um efeito cascata que levou ao colapso de parte do motor e danos a fuselagem. Uma parte da lâmina perfurou a janela do avião, causando uma despressurização explosiva e por breves instantes sugou parcialmente uma passageira para fora do avião.

A passageira foi puxada de volta para dentro da aeronave, mas não resistiu aos ferimentos e se tornou a primeira vítima fatal de acidente aéreo [na aviação regular] ocorrido nos Estados Unidos em mais de uma década.

As investigações do NTSB apontaram fissuras nas lâminas dos fan dos motores CFM-56, utilizados na família 737NG. Produzido pela CFM Internacional, uma joint venture entre a General Electric e a francesa Safran, os motores CFM-56 são o modelo padrão no Boeing 737 desde a série Classic. No entanto, a recomendação da FAA, a agência de aviação civil norte-americana, aponta que o problema está relacionado apenas as variantes utilizadas na série Next Generation. Leia mais

registrado em:
Fim do conteúdo da página