Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Boeing confirma que suspenderá produção do 737
Início do conteúdo da página

Boeing confirma que suspenderá produção do 737

  • Publicado: Quinta, 19 de Dezembro de 2019, 02h19
  • Última atualização em Quinta, 19 de Dezembro de 2019, 02h19

A Boeing confirmou que suspenderá a produção da família 737 MAX a partir de janeiro de 2020. A medida ocorre após as autoridades de aviação dos Estados Unidos afirmarem que a recertificação não ocorrerá em 2019.

A expectativa da Boeing era que o avião pudesse retornar aos céus até o final do mês, mas uma série de novos procedimentos devem postergar a data para o início de 2020, levando a retomada comercial dos voos para meados de abril. O cronograma deverá manter o 737 MAX distante dos céus por mais de um ano, o maior tempo já registrado neste tipo de caso. O 787 Dreamliner ficou proibido de voar entre janeiro e abril de 2013, um prazo quase quatro vezes menor que o atual cenário previsto para o 737 MAX.

A suspensão da produção ocorre após o fabricante acumular aproximadamente 400 aeronaves produzidas e aguardando o início das entregas. “Declaramos anteriormente que avaliaríamos continuamente nossos planos de produção caso o aterramento do MAX continuasse mais do que esperávamos. Como resultado dessa avaliação contínua, decidimos priorizar a entrega de aeronaves armazenadas e suspender temporariamente a produção no programa 737 a partir do próximo mês”, afirmou a Boeing em comunicado. Leia mais

registrado em:
Fim do conteúdo da página